terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Mais um Ano... mais uma voltinha!

O tempo voa e cá estamos nós, [eu!] exactamente igual ao ano anterior. Encaixava-me quem nem uma pena, todos os posts escritos anteriormente, o que é, deveras preocupante.

E, senhoras e senhores descobri a problemática solteirana depois dos 30! - O grande obstáculo!
Lá vai o tempo em que a escola, a Universidade e outros lugares que tais, nos proporcionavam, de forma natural, a aproximação, o convívio e a socialização. O grupo de amigos casou, tem filhos e raramente conseguem programas fora - muito menos fora de horas - os convívios passaram a ser em casa uns dos outros e obviamente cortam qualquer possibilidade de interacção além fronteiras das substanciais, duradouras e puras amizades. 

Eu esforço-me, mas o Universo anda-se a fazer de difícil - tenho dito! - senão vejamos: mudei de casa, mas os meus novos vizinhos, de novos só o facto de os conhecer há pouco tempo, porque andam ali, lado a lado, com o velhinho elevador. Ao me ter mudado para a capital, uma série de problemas - nunca antes pensados - apareceram. Se, por acaso, o meu vizinho de baixo fosse uma brasa - que ainda não consegui conhecer ninguém além da vizinha de oitenta e dois anos do quarto andar, o casal do primeiro, os amigos do filho do casal, e ainda, os saltos da vizinha de cima - as lojas de conveniência sempre abertas até às duas da manhã, estragam qualquer possibilidade de pedir açúcar ou ovos fora de horas. Portanto, o circulo estreita-se cada vez mais.

Contando com o carteiro, eventuais encomendas, ou ainda, quando tenho desejos de comida japonesa, dificilmente me deparo com novas pessoas ou alargo o meu leque de amigos.

Posto isto, vi-me obrigada a reajustar a agenda do dia, tirei a tarde. Fui ao cabeleireiro, fiz manicure e umas compras. Ou então não fiz nada disto, só me afoguei num garrafa de vinho que comprei nas últimas promoções de um hipermercado, aquele que tem sempre novidades, e que guardava para uma ocasião especial. Chegou mais rápido do que o esperado, e rematei com uma caixa de chocolates. Isto, porque corre tudo tão como eu planeio, que desisti de esperar pela linha do sushi que repetia "ainda não conseguimos atender a sua chamada". E cá estou eu, a reclamar, mas a salivar, amanhã, já depois dos despojos deste grande dia, pode ser que tenha mais sorte.
 
A titulo de desabafo, sinto uma leve brisa a passar pelo rosto, uma tranquilidade de espírito, avizinha-se uma boa nova, sinto. 

A todos e todas um Feliz dia de São Valentim!










12 comentários:

  1. 1000% solidária.... Quanto mais procuramos menos nos encontramos! O Segredo é deixar andar,parece fácil mas é o mais dificil de se fazer...Pelo menos para mim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é... Coração ao largo, o que tiver de ser, será! Beijinho

      Eliminar
  2. concordo...a socialização c novas pessoas é cada vez mais dificil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maldita rotina... prende-nos. Caberá a nós ou é o destino que se encarrega disso? Beijinho

      Eliminar
  3. aiii que me revejo em cada palavra (quase todas vá)... consolemo-nos mutuamente, já que na solidão não estamos sós... ainda estou para ver o que esta vida me reserva pela frente. Será que somos nós que estamos de tal forma acomodados numa zona de conforto, que nos encasula das outras pessoas?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora pois com certeza, consolemos-nos! Sabes, penso muito nisso, embora deteste a ideia de poder ser uma marioneta do destino, acho que nos cabe a nós sair do patamar confortável, se bem que é bem desconfortável! ;) Beijinho

      Eliminar
  4. Que dia mais chato!!!! Obriga-me a (re)lembrar todos os sonhos de príncipes encantados que um dia, em criança sonhei.. existiram (e existem! Bolas!!) mas que ainda não foi desta!!!
    Tenho uma sugestão :)
    Dança!!
    Há coisa de um ano e meio comecei nessas andanças! Ainda não surtiu efeito (colateral ;) ) mas.. não só alarguei o meu círculo de amigos (casados, solteiros e de todos os gostos e feitios) assim como me divirto imenso!!
    Dançar e dançar a pares, foram grandes (enormes) desafios a que me lancei!!
    Solteiras ou não.. experimentem! De certeza não se. Ao arrepender! ;)
    Eu comecei pelo Forro.. agora também no tango!
    Bjs e bons desafios!!! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca deixes de sonhar!! Ele existe e está algures a tua espera! Também já aderi, mas à moda da kizomba! Em breve vou partilhar essa aventura :)) Mas sim, dançar é um bom condimento para a alma eno bem que faz ao corpinho ahha Forro não sei, mas tango, é do mais sexy que há! 😊 Continua!!!

      Eliminar
    2. :) :) :)
      Deixar.. nunca deixamos.. mas confesso que às vezes, já evito pensar nisso! ;) Mas sim! Eles (o teu e o meu), andam por aí ;)
      Kizomba, já experimentei... não desgosto.. mas o não ter o à vontade para dançar com alguém que eu não conheça e confie complica.. ;)
      No Forró o ambiente, a dança em si é muito divertida, descontraída, há músicas, rápidas, lentas e assim-assim. Entre giros e paços engraçados, dança-se juntinho, assim-assim e às vezes em tom de brincadeira separados como o "come and get me" :P heheh
      Gosto muito!! :)
      E para contrastar... o Tango.. sim!.. tem qualquer coisa que me encanta de facto! Mas é o oposto do Forró.. é mais sério, formal onde a cada Milonga que se vai, todos (ou quase todos) se aperaltam como se para um "encontro" fossem! Mal tenho palavras para descrever... adoro simplesmente! :)
      O próximo desafio.. será Samba de Gafieira ;) igualmente divertido e com algumas coisitas do Tango, também é algo que gosto muito! :)
      Enfim.. seja porque ritmo nos sintamos mais atraídas, temos mesmo que sair da nossa zona de conforto e desafiar-nos nestas pequenas coisas que nos enchem a alma e deixam de sorriso no rosto! :)
      Continua nas tuas andanças! :P E qualquer coisa experimenta outros ritmos ;)
      Beijoooo

      Eliminar
  5. mais um para este leque. pois eu aqui já preciso de me esforçar para socializar devido ao meu difícil gosto pelo desconhecido e pela cultura de "vamos tomar um copo ou um café e abanar o capacete", os amigos são de longe e começam a chegar os filhos, a total independência ainda não chegou por isso nao existem vizinhos, o correio nem o vejo devido ao elevado numero de horas fora de casa em trabalho, nem consigo tentar perceber se é feminina, resta-me seguir a mesma fórmula uma garrafa de vinho uns chocolates e uma atenção a minha barba.. E é isto! não sou saudosista nestes dias mas ao longo do ano.. a história continua.... --> pereiraricardo.wordpress.com

    ResponderEliminar
  6. É incrível como sinto cada palavra que escreves (ainda hoje), percebo-te tão bem. Apesar de já estar do outro lado do "muro, passei muitos e longos anos pelo mesmo. Depressa cheguei aos trintas e tais sem vislumbrar qualquer hipótese de ter a vida que é suposto ter. Era a única, num grupo de muitas que continuava a passar o dia de S. Valentim sozinha, ano após ano! Vi namoros, casamentos, nascimentos e até baptismos...sempre na plateia. :)Até que me habituei a essa ideia, cansei-me de sonhar! Mas a dada altura e cansada da vida que via os outros ter, arregacei as mangas, afastei-me do que era tóxico para as minhas mais profundas ambições. Saí em busca de novos caminhos ao invés de ficar ali de pé a aplaudir as realizações dos outros. Escolhi dançar, também! :)Kizomba!!! E foi a partir daí que comecei a perceber que a vida nos dá o melhor quando não esperamos nada.Devo o que tenho hoje a essa escolha! Fui aprender a dar uns passinhos e o efeito colateral não podia ter sido melhor, novos amigos, novas aventuras, e espantem-se...um namorado! Um menino de ouro que me tem feito muito feliz desde há 15 meses para cá e que me ajudou a acreditar que tudo é possível e que nunca mas nunca devemos pensar que merecemos menos que qualquer outra pessoa.
    Quando me diziam que o meu dia ia chegar, ficava furiosa, não suportava os discursos piedosos. Enfim...isto tudo para dizer, que a vida é realmente surpreendente e que devemos confiar sempre!

    beijinhos e sejam felizes

    ResponderEliminar
  7. Porque nao vais a um encontro da http://www.facebook.com/groups/MassaCriticaLisboa ?

    Normalmente estao la' diversos Homens, a maioria deles solteiros, e quase todos com bom fisico (utilizarem a Bicicleta como meio de transporte diariamente, ajuda) e costuma ser gente muito boa onda!

    Inscreve-te no http://forum.Mubi.pt que e' a mesma malta, vais gostar * bjs

    ResponderEliminar